Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit. Aenean commodo ligula eget.

242 Wythe Ave #4, Brooklyn, NY 11249
1-090-1197-9528
office@ourbusiness.com

ASQ

5 tendências para o mercado da saúde

A pandemia do novo coronavírus trouxe mudanças em grande escala para diversos setores da sociedade e influenciou diretamente a saúde.  Esta área precisou lidar com novos desafios e se reinventar para trazer conforto e segurança no cuidado. Por outro lado, há uma série de evoluções econômicas, sociais e tecnológicas que já estavam no radar dos especialistas em gestão de saúde e que a cada ano vêm ganhando mais importância e influência no mercado. 

Ao mesmo tempo que a crise trazida pela Covid-19 mostrou as fragilidades do nosso sistema de saúde. Também impulsionou a adoção de novas tecnologias e metodologias para resolver problemas e ampliar o acesso das pessoas ao cuidado que precisam. Com isso, algumas tendências despontam como principais para o mercado de saúde para os próximos anos, como a telemedicina, o armazenamento em nuvem, a medicina personalizada, a gestão em saúde populacional e a atenção primária em saúde. 

Ampliação da Telemedicina e atendimentos híbridos

O Conselho Federal de Medicina (CFM) autorizou o uso da Telemedicina em caráter excepcional e temporário em março de 2020. O último ano mostrou que a modalidade pode ser uma grande aliada dos sistemas de saúde, tornando-os mais acessíveis e eficientes. Por isso, é possível que ela tenha vindo para ficar. Até o momento, a Telemedicina tem sido utilizada em três modalidades: teleorientação, teletriagem e teleconsulta. 

Então, para este ano, espera-se que este escopo se amplie. Os especialistas apostam na popularização do atendimento híbrido, com as primeiras consultas e atendimentos para diagnóstico feitas por meio do atendimento presencial e as consultas de retorno ou de acompanhamento feitas por Telemedicina. 

Armazenamento de dados em nuvem e colaboração entre equipes remotas

Essa tecnologia se popularizou nos últimos anos por garantir mais segurança, confiança e otimização do tempo do profissional de saúde. Uma de suas maiores aplicações é permitir uma maior colaboração entre equipes que não estão presencialmente no mesmo local e um maior compartilhamento de dados entre profissionais de saúde e pacientes, o que torna os atendimentos mais eficientes. 

O armazenamento em nuvem ajuda no diagnóstico, na gestão dinâmica das informações, reduz os custos com infraestrutura e flexibilidade de acordo com a demanda. Por isso, desponta como uma das tendências para os serviços de saúde. 

Gestão de Saúde Populacional para reduzir a sinistralidade

Com maior uso da tecnologia e integração de dados, será possível ganhar mais escala e precisão na Gestão de Saúde Populacional, além de utilizar soluções capazes de analisar o perfil de utilização por beneficiário. 

Assim, as operadoras podem desenvolver estratégias para garantir a saúde dos beneficiários a um custo menor. Exemplos disso são ações mais assertivas de prevenção, promoção de saúde e diagnóstico precoce. Isso contribui para evitar hospitalização e o uso excessivo de serviços médicos, reduzindo a sinistralidade e equilibrando as contas

Crescimento da importância a Atenção Primária em Saúde (APS)

A Atenção Primária em Saúde, no momento da pandemia, é uma porta de entrada que garante acesso ao diagnóstico precoce e ao tratamento adequado sem sobrecarregar os pronto atendimentos credenciados pelas operadoras e direcionando para o cuidado integral com a sua saúde.

Um estudo realizado em 2020, indica que a criação de clínicas na saúde suplementar são uma alternativa de cobertura privada para as pessoas que ainda não possuem plano de saúde e que tem um grande potencial de crescimento no cenário pós-pandemia. 

Por isso, com base na integralização do cuidado, o fortalecimento da APS pode ajudar as operadoras a equilibrar as despesas e custos assistenciais. Além disso, se configuraram como oportunidade para aqueles que desejam empreender em serviços essenciais. 

Franquias em saúde para empreender serviços essenciais resilientes

Assim, as franquias em saúde mostram-se como um bom investimento para aqueles que buscam um empreendimento que se mantenha resiliente mesmo em momentos de crise como os que experienciamos no último ano. Por se tratar de um serviço essencial, a saúde é um mercado com estes atributos.

Ao investir em uma franquia que trabalha com serviços de saúde, o investimento é acessível em comparação a começar um negócio do zero. Afinal, o empreendedor pode contar com um plano de negócios e a expertise da rede. A franqueadora tem know how e consegue apoiar o franqueado a superar os desafios. 

Além disso, as franquias também possuem uma estrutura para pesquisa de mercado, tecnologia e inovação, o que traz mais segurança e lucratividade para o investimento. Ajudam o negócio a se manter sempre atualizado em relação a processos, sistemas e ferramentas. 

De olho nas tendências, a AsQ apresenta a Franquia de Clínica de APS. Diferente dos modelos atuais de franquias em clínicas médicas, temos uma proposta de atuação disruptiva, focada em Gestão de Saúde Populacional, Coordenação do Cuidado e Saúde Baseada em Valor. As Clínicas de APS, franqueadas à AsQ, seguem os atributos essenciais da Atenção Primária à Saúde, oferecendo acesso, cuidado integral e coordenado para todas as idades. 

Post a Comment